Próteses Totais Sobre Implantes

 

PRÓTESES TOTAIS SOBRE IMPLANTES

Antes do advento dos implantes dentários, a única opção para reposição dos dentes em pacientes edêntulos totais (perda completa dos dentes), tanto na arcada superior quanto na inferior, eram as próteses totais (dentaduras). Atualmente a odontologia conta com mais duas opções de tratamento, as próteses totais fixas e as overdentures, visando melhoras na função mastigatória e conforto ao paciente.

OVERDENTURE

São próteses totais retidas por componentes protéticos parafusados nos implantes. A melhor indicação deste tipo de tratamento é para aqueles casos em que o paciente perdeu todos os dentes da mandíbula e, consequentemente, osso, trazendo grande dificuldade para a retenção de uma prótese total (dentadura), condenando o paciente a grandes limitações quanto à sua mastigação, pois estas próteses não dão segurança para que ela seja realizada de forma confortável e eficiente, pois quase sempre não têm retenção suficiente, chegando ao ponto de alguns pacientes ficarem sem dentes inferiores por anos, pois não se adaptam às dificuldades do uso de uma dentadura inferior.

As próteses do tipo overdenture melhoram a retenção e estabilidade pois apresentam um sistema de encaixes, semelhantes a botões de pressão, em que a dentadura quando retida sobre os implantes, melhora sua estabilidade evitando seu deslocamento durante a mastigação e fala.

Esta modalidade de tratamento odontológico para os pacientes desdentados, sobretudo da arcada inferior, oferece a possibilidade de voltarem a ter o prazer de sorrir e de se alimentar de maneira mais segura e eficiente, melhorando sua qualidade de vida e os tornando pessoas mais saudáveis e felizes.

PRÓTESES TOTAIS FIXAS SOBRE IMPLANTES

As próteses totais fixas sobre implantes, também chamadas de protocolos ou protocolos sobre implantes, são fixas e suportadas por implantes, também possuindo gengiva artificial. No entanto, neste tratamento, os dentes são unidos para reforço da estrutura que não precisa ser removida durante a higienização.

Essa técnica baseia-se na instalação de uma estrutura com diversos implantes alinhados na maxila ou na mandíbula, onde sobre eles é parafusada uma prótese resistente (e no caso da maxila, sem céu da boca), trazendo extrema qualidade de vida para os pacientes, funcionando como uma prótese fixa, garantindo maior conforto, estética e melhora na função mastigatória.

A higienização deste tipo de prótese deve ser realizada com fio dental e escovas específicas, uma vez que não é removida da boca. A higienização passa a ser por debaixo dos dentes, limpando a região dos implantes e da gengiva.

O QUE SÃO IMPLANTES

Os implantes são estruturas de titânio, semelhantes a um parafuso, que imitam as raízes dos dentes. Após a instalação dos implantes, esses sofrerão o processo biológico denominado osseointegração, que consiste na união do implante ao osso, ficando então apto a receber as forças provenientes da mastigação.

A instalação dos implantes depende da quantidade de osso presente no rebordo, tanto em altura como em largura. Para esta avaliação, são necessários exames clínico e de imagem, como as radiografias e tomografias.

Contato