Clareamento Dental

CLAREAMENTO DENTAL

O clareamento dental tem como objetivo a recuperação da cor original dos dentes, perdida em algum momento durante a vida ou simplesmente para promover um branqueamento dos dentes originalmente mais escurecidos.

O clareamento dentário é um dos tratamentos odontológicos mais solicitados para a obtenção de um sorriso mais estético. Ele pode ser classificado como caseiro ou de consultório. A técnica mais utilizada atualmente é a caseira, que consiste basicamente na moldagem das arcadas dentárias para a obtenção de modelos em gesso, confecção de moldeiras de silicone e aplicação da solução clareadora sobre os dentes, indicados por um determinado período. Já o clareamento dentário no consultório é uma alternativa para o paciente que não foi capaz de realizar o regime caseiro ou requer resultados mais rápidos.

O clareamento caseiro funciona basicamente quando o gel de clareamento, em contato com a saliva e a estrutura dental, age como um forte agente oxidante, podendo formar radicais livres e moléculas de oxigênio reativas, capazes de penetrar no esmalte e na dentina para atingir os pigmentos escuros, quebrando suas cadeias que são bastante longas em cadeias menores, causando o efeito clareador.

CUIDADOS AO CLAREAR OS DENTES

O clareamento dental durante a sua execução pode causar sensibilidade nos dentes, principalmente quando em contato com substâncias geladas ou ácidas. Deste modo, durante a fase de clareamento, cremes dentais com ação dessensibilizantes podem ser utilizados, uma vez que este efeito é apenas transitório.

Outra recomendação importante é a suspensão de alimentos e bebidas à base de corantes, como chocolate, vinho, café, açaí, beterraba, Coca-Cola, entre outros, pois podem causar manchas sobre a estrutura dental. Na literatura odontológica podemos encontrar controvérsias em relação a este tema, porém como conduta preventiva instruímos os pacientes a reduzirem o consumo de pigmentos durante a fase de clareamento.

As recomendações feitas pelo dentista, em relação a quantidade do gel a ser aplicado nas moldeiras devem ser respeitadas, pois se disposto em grandes quantidades podem atingir a região gengival causando desconforto. Uma vez que o gel age por difusão nos tecidos dentários, não é a quantidade de produto que faz o efeito clareador e sim o tempo correto em contato com a superfície dos dentes.

Uma dúvida constante em relação ao clareamento dental é a presença de restaurações e próteses antigas, que não sofrem ação dos agentes clareadores, portanto deverão ser trocadas após o período de clareamento, pois se presentes em áreas estéticas ficarão com tonalidade diferente aos dentes clareados.

Contato